﷯ folhacds 18 ABRIL 2017
CDS quer esclarecimentos de Tranquada Gomes -

O Grupo Parlamentar do CDS entende que falta muito para esgotar com o que passou com a construção da marina do Lugar-de-Baixo, daí que tivesse chegado ao presidente da Assembleia Legislativa uma iniciativa para ser discutido e deliberado em plenário em relação ao Relatório Final da Comissão de Inquérito à Marina do Lugar de Baixo.

 

Os deputados centristas consideram que o relatório final apresentado pela atual Comissão de Inquérito à Marina do Lugar de Baixo “não constitui resposta às questões colocadas no requerimento de inquérito”, que “continuam por responder muitas das questões colocadas”, que “houve atos e diligências que requeridos deviam ser realizados para se poder apurar com rigor eventuais responsabilidades políticas”, e que “há, apesar de ténues e muito parciais, algumas imputações de responsabilidade técnica a entidades e pessoas que nem foram ouvidas em sede de inquérito”.

Foi preparado um conjunto de 19 questões que fizeram chegar a Tranquada Gomes, solicitando ao presidente da ALRAM que dê provimento ao pedido da bancada liderada por Rui Barreto, de resto, que assina o documento.

 

Desse conjunto de dúvidas por esclarecer, Rui Barreto interpela que “estudos foram feitos para determinar a necessidade de mais uma marina na costa sul da Madeira? Quem e de que forma foi escolhido o local para o empreendimento? Quais as reparações e reconstruções efetuadas e a que título? Que dinheiro foi investido? Qual a sua proveniência? Corre o risco a Região de ser penalizada pelas instâncias decisórias dos fundos europeus utilizados? Que aplicação tiveram os montantes solicitados para serem investidos naquele local ao abrigo da lei de meios? Em consequência, o que irá ser feito à zona balnear aí construída? Em que estado está?”.