﷯ folhacds 16 MAIO 2017

CDS candidata Anabela Oliveira

à Câmara de Resende

-

A oficial do Instituto dos Registos e Notariado e vereadora Anabela Oliveira é a candidata do CDS à presidência da Câmara de Resende, elegendo como 'bandeiras' a economia, a área social e as obras, caso seja eleita nas autárquicas de 1 de outubro.

 

"As pessoas de Resende merecem ter alguém que pense nelas, por isso acho que vale a pena o trabalho que vou fazer, colocando as pessoas em primeiro lugar. Caso seja eleita, as minhas grandes 'bandeiras' são a economia, o social e as obras", sustentou.

 

Anabela Oliveira (já aprovada como candidata pela concelhia e pela distrital do partido) referiu que esta é a primeira vez que concorre à presidência da Câmara de Resende (distrito de Viseu), onde ocupa o lugar de vereadora da oposição.

 

"Sou candidata porque entendo que Resende e as suas pessoas precisam de mais dinamismo e progresso. Não sou pessoa de seguir a via mais fácil e sempre gostei de desafios", justificou.

 

A candidata centrista de 43 anos apontou ser crucial apoiar as empresas, que vê como geradoras de riqueza e motores de desenvolvimento dos territórios.

 

"Pretendo apoiar as empresas, quer seja na área da agricultura, indústria ou os comerciantes e também é muito importante permitir que haja mais investimento em Resende, por investidores de cá ou de outros territórios", referiu.

Para a cabeça de lista à Assembleia Municipal, Anabela Oliveira escolheu Alberto Dias, "um empresário de sucesso de Resende".

 

"Quando o escolhi foi para colar o selo perfeito na minha candidatura porque é com os empresários que quero trabalhar, para ajudar a melhorar a qualidade de vida das pessoas de Resende. Quero ouvi-los e quero servi-los pois são eles o motor da economia", acrescentou.

 

Entre as suas pretensões estão também a melhoria das acessibilidades e a aposta nos produtos endógenos, património histórico e as paisagens.

 

"Isto não está a ser aproveitado da melhor maneira e temos de apoiar este filão. Muitos produtores de cereja queixam-se de que não conseguem rentabilizar o investimento que fazem e nós pretendemos ajudá-los na distribuição e certificação, trazendo mais-valia ao produto", concluiu.

 

Nestas eleições autárquicas concorre também o atual presidente da Câmara de Resende, Garcez Trindade, que se recandidata a um segundo mandato pelo PS, e o sociólogo e atual provedor da Santa Casa da Misericórdia de Resende, Jaime Alves, que é o candidato do PSD.

 

Nas autárquicas de 2013, o PS foi o vencedor conseguindo 50,71% dos votos e quatro mandatos.

 

A coligação do PSD/CDS, com 41,41% dos votos, conquistou três mandatos.