﷯ folhacds 12 JULHO 2017

Rocha Pinto é o candidato do CDS à Câmara de Santarém

-

A concelhia de Santarém do CDS aprovou o nome do engenheiro civil António Rocha Pinto, 56 anos, como candidato do partido à presidência do município nas eleições autárquicas deste ano. Militante do partido desde 1975, Rocha Pinto foi presidente da distrital centrista de Santarém durante a presidência de Manuel Monteiro, nos anos 90 do século XX, tendo decidido aceitar o convite da concelhia num momento em que se sente disponível para se dedicar à atividade política.

António Rocha Pinto considera que a experiência de 29 anos como técnico na Câmara Municipal de Almeirim, a pós-graduação em Urbanismo e o mestrado em gestão autárquica garantem as condições para deixar de ser "treinador de bancada" e apresentar um projeto que "marque a diferença" e que garanta que irá "fazer melhor" que os que têm gerido o concelho.

 

Além de Rocha Pinto, a concelhia aprovou o nome da deputada eleita pelo CDS no distrito, Patrícia Fonseca, para encabeçar a lista do partido à Assembleia Municipal de Santarém, devendo os restantes candidatos ser apresentados "no prazo de um mês".

Hugo Ribeiro, presidente da concelhia de Santarém do CDS, declarou que o partido irá apresentar candidatos nas freguesias onde existam pessoas com ligação efetiva aos lugares e que se revejam nos princípios do partido.

 

Sem nunca ter conseguido eleger um vereador na autarquia escalabitana desde que existem eleições democráticas, o CDS teve, em 2013, 717 votos para a câmara municipal e 996 para a assembleia municipal (um eleito), num universo de 27.777 votantes (dos 53.418 inscritos). A candidatura apresentada ambiciona alterar este ponto de situação.

Nas eleições autárquicas de 2013, o PSD conquistou a Câmara de Santarém com 11.196 votos (40,31%), tendo quatro eleitos, o PS teve 8.962 votos (32,27%), elegendo quatro vereadores, e a CDU 2.872 votos (10,34%), um eleito.