// AUTARCAS CDS exige esclarecimentos sobre poluição _ // ÉVORA

Frederico Carvalho, deputado municipal do CDS de Évora, questionou o executivo camarário sobre a gravidade da poluição na Ribeira de Xarrama.

 

- Se tinha conhecimento de poluição existente ou descargas acometidas sobre esta ribeira? [respondeu desconhecer esta situação]

 

- Se a ETAR que se encontra nas proximidades desta ocorrência é explorada diretamente pela autarquia ou concessionada a uma entidade terceira? [respondeu que está concessionada as Águas de Lisboa e Vale do Tejo]

 

- Se existem análises regulares e transparentes sobre a qualidade da água que é vertida após tratamento na ETAR para o Xarrama? [respondeu ir documentar-se sobre este assunto]

 

E ainda sobre eventuais deposições e aterros de inertes e variados entulhos em zona contígua à ribeira do Xarrama, inquiriu o senhor presidente sobre:

 

- Se o cito terreno onde se encontram estes aterros é municipal? [respondeu que sim]

 

- Onde é que os serviços municipais encaminham materiais de entulho de construção civil que produzem ou têm à sua responsabilidade?

 

- De onde vêm estes aterros e resíduos aqui denunciados?

 

- Se a autarquia está segura da segurança ambiental e legalidade deste facto aqui relatado?

O senhor presidente ficou de verificar toda esta situação e de responder com maior rigor brevemente.

Frederico Carvalho remata “De nossa parte tudo faremos para esclarecer estes dados e sobretudo para salvaguardar a defesa do meio ambiente e do respeito do mesmo pela autarquia. Estamos igualmente a diligenciar toda a informação necessária sobre o assunto e a encaminhá-la para as autoridades competentes, nomeadamente para o SEPNA-GNR e APA [Agência Portuguesa do Ambiente] ”.

 

 

 

 

 

 

 

﷯ folhacds 22 MARÇO 2018