// DESTAQUE Esquerda chumbou medidas do CDS de incentivo à natalidade e demografia

Os projetos do CDS-PP de incentivo às políticas de natalidade e demografia foram chumbados, no Parlamento, pelas esquerdas - PS, BE, PCP e PEV.

 

As duas resoluções incluídas no debate, uma do CDS-PP e outra do PSD, que previam a criação de uma Comissão Eventual para analisar propostas na área da natalidade, foram também reprovadas.

 

Parte das 23 medidas apresentadas, e chumbadas, serão agora transformadas em propostas para o Orçamento do Estado de 2019.

 

Para a presidente do CDS-PP, a natalidade é um desígnio e uma prioridade nacionais. Por isso, devem ser as políticas para a família a condicionar o exercício orçamental e não o inverso.

 

Assunção Cristas lamentou o chumbo radical por parte das esquerdas e lamentou também mais uma oportunidade perdida para o Parlamento adotar medidas para inverter o declínio demográfico em Portugal.

“Rejeitar todas as propostas do CDS é não saber conviver em democracia, não saber dialogar e construir consensos”, afirmou.

 

Conheça na íntegra as medidas apresentadas pelo CDS-PP >>

 

 " Rejeitar todas as propostas do CDS é não saber conviver em democracia, não saber dialogar e construir consensos "

 

﷯ folhacds 4 OUTUBRO 2018